Blog

Como Vencer as Preocupações ?

Como Vencer as Preocupações ?“A preocupação é como a cadeira de balanço: mantém você ocupado, mas não o leva a lugar algum.”
(Hedy Silvado)

A pré-ocupação é uma atividade que nos rouba muito tempo de vida, tempo de sono, tempo de lazer, tempo de convívio.
Não pretendo aqui, dar uma fórmula de como não se preocupar, mas quero refletir um pouco sobre o que é a preocupação, os efeitos dela na nossa vida e como lidarmos com ela de forma saudável.
Preocupar-se é um cuidado, uma inquietação ou desassossego frente a uma situação futura.

Pois bem, se a situação é futura, como saber que não é necessária a preocupação?

Lidar com o futuro incerto é uma tarefa árdua para o ser humano, principalmente na sociedade atual onde o controle e as soluções se apresentam de forma rápida e imediata.
Talvez, por esta razão, no curso das situações, nas circunstâncias do caminho que se mostram incontroláveis, nos sentimos impotentes e, consequentemente, nos preocupamos com o que virá!
Não é raro também, descobrirmos que nos preocupamos muito por algo que sequer aconteceu ou que não fará diferença na nossa história, a longo ou médio prazo.
Pense nas situações problema que você enfrenta hoje, e leve esta situação para daqui a vinte anos, o resultado desta situação fará diferença no longo prazo? Quais as probabilidades da sua preocupação se efetivar? Se as possibilidades forem consideráveis, pense em qual à proporção que isto tem no conjunto de situações que você vive ou viverá nos próximos anos.
Segundo a psicologia, a preocupação é uma atividade mental (cognitiva), e é geralmente, sobre algo que pode ou não acontecer no futuro.
Existem várias formas diferentes de atividade cognitiva (pensamento), algumas conscientes e outras inconscientes.
Qualquer atividade consciente pode ser facilmente identificada e controlada direta e imediatamente, e aquilo que fazemos conscientemente também afeta o nosso inconsciente. Assim, considerando a preocupação, sabemos que:

• Conseguimos identificar e controlar as preocupações.
• Ao controlar a nossa preocupação consciente, podemos alterar o reservatório da ansiedade.

O tipo de atividade cognitiva consciente que conseguimos mais rapidamente controlar são os diálogos internos sobre as preocupações, esperanças, planos e decisões.
Estes diálogos nos são perceptíveis, e desta forma, devemos observar o que estamos dizendo para nós mesmos e como estamos dizendo, para nos ajudar a controlar o estado de ansiedade.
Quando aplicamos o Coach, utilizamos técnicas que ajudam na percepção mental das situações, nos remetendo a situações prazerosas, e que nos trazem tranquilidade para enfrentar os momentos preocupantes e difíceis.
Há, portanto, além do consciente um conjunto de ferramentas que se disponibiliza e nos auxilia no controle da preocupação e da ansiedade.
Controle seus diálogos internos, avalie no tempo o teor das suas preocupações e viva intensamente o momento presente.

Publicado na categoria: Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17mar

Ser Mulher